ENCOMENDAS > 30€ = PORTES GRÁTIS + 12% DESCONTO

 ENC > 30€ = PORTES GRÁTIS + 12% DESC

Este website usa cookies de acordo com a política em vigor. Ao continuar a navegação está a aceitar a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa política de cookies. X

Moringa Liquid

  • Promoção
    promo

Ajuda a reforçar o Sistema Imunitário

Moringa é uma planta medicinal que ajuda a reforçar o sistema imunitário, tem como função uma atividade antimicrobiana e um efeito anti-helmíntico, anti-inflamatória, antiasmática, analgésica, anti-pirética, anti-hipertensiva, diurética, anti-diabética, antioxidante, hepatoprotetora, anti-tumoral, antiespasmódica, anti-ulcerosa, suporte cardiovascular e ocular.

€28,83 (-10,0%)

25,95

(Produto MO003)

Descrição

Suplemento nutricional indicado para:
- Reforçar o sistema imunitário;
- Atividade antimicrobiana e anti-helmíntico;
- Anti-inflamatória;
- Antiasmática;
- Atividade analgésica;
- Atividade antipirética;
- Atividade anti-hipertensiva, diurética e de redução do colesterol;
- Atividade antidiabética;
- Atividade antioxidante;
- Atividade hepatoprotetora;
- Atividade anti-tumoral;
- Antiespasmódicos e antiulcerosos;
- Estimular o sistema circulatório e cardíaco;
- Ajudar a combater doenças oculares.

 

Moringa tem um enorme potencial medicinal, que tem sido reconhecido no sistema Ayurveda e Unani. Quase todas as partes da planta, incluindo a raiz, casca, goma, folhas, vagens, flores, sementes e óleo de semente foram usadas para várias doenças na medicina indígena, mas a pesquisa recente revela também vários componentes ativos e a sua aplicabilidade na medicina moderna. Disponibiliza um importante perfil de minerais e é uma boa fonte de proteínas, vitaminas, beta-caroteno, aminoácidos e vários compostos fenólicos. Moringa fornece uma combinação rica e rara de zeatina, quercetina, beta-sitosterol, ácido cafeoilquínico e kaempferol.

Moringa tem atividade antimicrobiana e efeito anti-helmíntico
A ação antimicrobiana dos componentes de Moringa foi validada após a descoberta da atividade inibitória contra vários microorganismos. Num estudo recente, foram reconhecidos como tendo ação inibitória:
- Extratos aquosos de Moringa, contra várias bactérias patogénicas, incluindo o Staphylococcus aureus, Bacillussubtilis, Escherichia coli, e Pseudomonas aeruginosa.
- Extratos de Moringa, contra Mycobacterium phlei e B, subtilis.
O Extrato de folha de Moringa foi reconhecido como sendo eficaz no controlo do crescimento de fungos Basidiobolushaptosporus e Basidiobolus ranarums. Outro estudo sobre a sua ação contra microorganismos nomeadamente, Scenedesmus oblíquo (algas verdes), E. coli ATCC, P. aeruginosa, S. aureus NAMRU, Bacillus stearothermophilus (estirpes de bactérias), o tipo de vírusHerpes Simplex 1 (HSV 1) e o tipo do vírus da Poliomielite 1 (vacina Sabin) envolvendo extrato metanólico aquoso e óleo de Moringa, foi observada sensibilidade para B. stearothermophilus. A par da atividade antibacteriana, os óleos de Moringa, também possuem actividade antifúngica. Estudos comparativos da atividade antimicrobiana de extratos de sementes relativamente a bactérias (Pasturella multocida,E. coli , B. subtilis e S. aureus) e fungos (Fusarium solani e Rhizopus solani) mostraram que P.multocida e B. subtilis foram as estirpes mais sensíveis, sendo a sua atividade, foi influenciada pelos catiões (Na, K , Mg e Ca 2 +). No caso dos fungos, Aspergillus niger foi o mais fortemente inibido seguido por Aspergillus oryzae, Aspergillus terreus e Aspergillus nidulans. Ao contrário da resistência de P. aeruginosa e de Candida albicans. Outros estudos em que foi utilizado um extrato etanólico de folhas, sementes e flores, evidenciaram atividade antimicrobiana contra E. coli, K. pneumoniae, espécies de Enterobacter, Proteus mirabilis, P. aeruginosa, Salmonella typhi, S. aureus, Streptococcus e Candidaalbicans. Moringa contém pterigospermina (originalmente encontrada em Moringa pterygosperma), que tem poderosos efeitos antibacterianos e fungicidas (Rao et al., 1946). Vários outros componentes específicos de Moringa também possuem atividade antibacteriana, nomeadamente 4 - (4 '-acetil –α-L – rhamnopiranosyloxy) benzil isotiocianato, 4 - ( α-L rhamnopiranosiloxi) isotiocianato de benzilo, niazimicina, isotiocianato de benzilo, e 4 - (α-L – rhamnopiranosiloxyi) glucosinolatos de benzilo. Outros compostos bioativos, como a espiroquina e a antonina presente na raiz, são ativos contra várias bactérias. A antonina tem uma potente atividade inibidora contra Vibrio cholerae. As flores e as folhas de Moringa também são capazes de controlar os vermes parasitas, tendo a sua atividade anti-helmíntica sido demonstrada em vários estudos.

Moringa tem atividade anti-inflamatória
Algumas partes da planta de Moringa têm elevada atividade anti-inflamatória. Por exemplo, o extrato de metanol bruto da raiz inibe o edema da pata de rato induzido por carragenina em uma forma dependente da dose após a administração oral. Também o extrato de n- butanol de sementes de Moringa mostra atividade anti-inflamatória das vias aéreas contra a inflamação induzida pela ovalbumina em cobaias. A melhoria da inflamação associada a doenças crónicas, pode ser possível devido à potente atividade anti-inflamatória de compostos bioativos de Moringa. A potente atividade anti-inflamatória de Moringa leva a admitir que esta planta tem uma grande influência nos processos inflamatórios associados a doenças. São reconhecidos os seus efeitos benéficos sobre a asma, dor e outros sintomas.

Moringa tem atividade anti-asmática
Desde há muito que há notícia de que um alcaloide de Moringa se assemelha na sua ação à efedrina podendo ser utilizado para o tratamento de asma. O alcaloide Moringa relaxa os bronquíolos. Os grãos de sementes de Moringa também mostraram ter um efeito promissor no tratamento da asma brônquica, como o mostrou um estudo levado a cabo para analisar a eficácia e segurança do manuseamento de grãos de sementes por pacientes asmáticos. Esse estudo mostrou uma diminuição significativa na severidade dos sintomas de asma concorrendo também para a melhoria das funções respiratórias.

Moringa tem atividade analgésica
Num estudo em animais, utilizando extrato etanólico de Moringa concanensis, foi observada uma atividade analgésica significativa. O extrato alcoólico das folhas e sementes de Moringa também possui uma atividade analgésica.

Moringa tem atividade antipirética
Como resultado da ação anti-inflamatória dos constituintes bioativos de Moringa, também a sua atividade antipirética pode ser aventada. Num estudo projetado para avaliar o seu efeito de antipirético em situações de hiperpirexia induzida por leveduras, foram utilizados extratos à base de etanol, éter de petróleo, éter solvente e acetato de etilo. Foi utilizado paracetamol como controlo, durante o estudo. Verificou-se de um modo não surpreendente que, os extratos de acetato de etilo e etanol de sementes, tiveram uma ação antipirética significativa em ratos.

Moringa tem atividade anti-hipertensiva, diurética e de redução do colesterol
As folhas de Moringa contêm vários compostos bioativos (glicosídeos) que exercem um efeito direto sobre a pressão sanguínea, podendo ser utilizados para a estabilização da pressão arterial. As suas raízes, folhas, flores, goma e a infusão aquosa de sementes também possuem atividade diurética. Moringa também contem fitoconstituintes bioativos (b - sitosterol) com efeito na redução do colesterol. Este composto é capaz de reduzir o nível de colesterol em ratos alimentados com uma dieta de alto teor de gordura.

Moringa tem atividade anti-diabética
Diversas plantas medicinais foram avaliadas quanto ao seu potencial como agentes terapêuticos para a diabetes. Moringa foi um componente importante dessa avaliação. Moringa contribui para diminuir significativamente a concentração de glicose no sangue em ratos Wistar e Goto- Kakizaki (GR) com diabetes tipo 2. Outro estudo indicou que o extrato da folha de Moringa é eficaz na redução dos níveis de açúcar no sangue 3 horas após a ingestão. Como modelo mecanicista para a atividade antidiabética de Moringa, foi indicado o dos polifenóis do chocolate escuro e de outros polifenóis responsáveis pela atividade hipoglicemiante. As folhas de Moringa são uma poderosa fonte de polifenóis, que incluem a quercetina-3-glicosídeo, a rutina, kaempferol glicosídeos e outros polifenóis. Com o desenvolvimento de tecnologia adequada a atividade anti-diabética, potencial de Moringa poderá equivaler à dos medicamentos convencionais possibilitando a comercialização desta planta para esses fins.

Moringa tem atividade antioxidante
Moringa é uma fonte rica de antioxidantes. Tem sido relatado que os extratos aquosos de folha, fruto e semente de Moringa atuam como antioxidantes. Durante um estudo sobre as propriedades antioxidantes de um liofilizado de Moringa obtido por diferentes procedimentos de extração, verificou-se que extratos de metanol e etanol de Moringa de origem indiana têm a maior atividade antioxidante com 65,1 e 66,8%, respetivamente. Também foi relatado que os principais compostos fenólicos bioativos, como a quercetina e kaempferol são responsáveis pela atividade antioxidante. Durante outro estudo, a quercetina e kaempferol mostraram boa atividade antioxidante sobre o fator de crescimento de hepatócitos. Outro estudo recente comparando o potencial antioxidante do óleo de palma com o das sementes de Moringa descobriu-se que as sementes de Moringa têm maior capacidade na eliminação de radicais.

Moringa tem atividade hepatoprotetora
Vários estudos mostraram que Moringa mostrou possuir uma significativa atividade hepatoprotetora. Um extrato etanólico de Moringa mostrou possuir uma ação significativa de proteção contra a doença hepática induzida por drogas antituberculose [isoniazida (INH), rifampicina (RMP) e pirazinamida (Z)] em ratos. Verificou-se que a atividade hepatoprotetora da Moringa radica no seu efeito sobre os níveis de transaminase oxaloacética glutâmica (aspartato aminotransferase), transaminase glutâmico-pirúvica (alanina aminotransferase), fosfatase alcalina e bilirrubina no soro e os dos lipídios e níveis de peroxidação lipídica no fígado. Também extratos metanólicos e de clorofórmio de folhas de Moringa mostraram exercer uma proteçãosignificativa contra lesão hepática induzida por CCl4 em ratos albinos. As suas raizes e flores também possuem forte atividade hepatoprotetora. As flores de Moringa contêm um flavonóide bem conhecido (quercetina), que pode ser responsável pela sua potente atividade hepatoprotectora. Num estudo recente que avaliou o efeito do extrato de semente de Moringa na fibrose hepática, verificou-se tem a capacidade de a diminuir. Este estudo envolveu fibrose hepática induzida pelo CCl4 com a administração simultânea de extrato de semente de Moringa. Este extrato controla o aumento das atividades da aminotransferase sérica e nível de globulina induzidas pelo CCl4. A par deste, outros estudos de imuno-histoquímica mostraram também que Moringa reduz fibrose hepática.

Moringa tem atividade anti-tumoral
Moringa é considerada uma planta com potentes propriedades anti-cancerígenas, com diversos compostos bioativos com atividade antitumoral significativa obtidos a partir de Moringa. Entre os compostos bioativos de Moringa, a niazimicina, tiocarbamato (folhas) demonstraram ter uma potente atividade anticancerígena. Além disso, niazimicina também mostrou inibir o promotor de tumores, teleocidina 4 - B induzida pelo vírus de Epstein-Barr. Noutro estudo envolvendo 11 plantas utilizadas na medicina tradicional do Bangladesh, Moringa foi considerado como uma fonte potencial de compostos anticancerígenos. Durante este estudo, foi analisada citotoxicidade o extrato da planta através de ensaio de letalidade com artemia salina, ovos de ouriço-do-mar, hemólise e MTT usando linhagens de células tumorais. O estudo também indicou os potenciais efeitos citotóxicos do extrato de folha de Moringa em várias linhas de células de mieloma humano. A par das folhas, os extratos de sementes de Moringa também têm atividade anticancerígena pelos seus efeitos sobre as enzimas hepáticas no metabolismo de carcinógenos e pelas suas propriedades antioxidantes.

Moringa tem efeitos antiespasmódicos e antiulcerosos
A raiz e as folhas contêm diversos compostos com atividade espasmolitica. Estes compostos incluem 4 - (alfa-L-rhamnosiloxibenzil) - o- metil tiocarbamato que é possivelmente afetada através de bloqueio do canal de cálcio, niazinina A, niazinina B, niazimicina, etc. Com efeito hipotensor e de braquicardia. A atividade espasmolitica de diferentes componentes servem de suporte para usos tradicionais desta planta em distúrbios de motilidade gastrointestinal. O extrato metanólico também foi capaz de proteger os animais (do grupo experimental) de lesões gástricas induzidas pelo ácido acetilssalicílico, a serotonina e a indometacina. Além disso, também melhora o processo de cicatrização das lesões gástricas crónicas induzidas pelo ácido acético em animais experimentais. Outro estudo refere o efeito antiulceroso do extrato aquoso de folhas de Moringa em ratos albinos Holtzman adultos.

Moringa é um estimulante circulatório e cardíaco
Além do efeito de braquicardia das folhas de Moringa mencionado anteriormente, é relatada a atividade estimulante cardíaca e também circulatória (em menor grau) de todas as partes da Moringa. A casca da raiz de Moringa contém moringinina, alcalóide que atua como estimulante cardíaco através do seu efeito sobre o sistema nervoso simpático. Os efeitos acima mencionados pode também resultar na prevenção de hiperlipidemia. Tem sido demonstrado que Moringa previne a hiperlipidemia em ratos machos devido à deficiência de ferro. Durante a realização de um estudo de comparação do efeito do extrato de folha de Moringa com antenolol (um fármaco antagonista do recetor β 1 seletivo, utilizado para as doenças cardiovasculares) no nível de colesterol no soro, níveis de triglicéridos no soro, nível de glicose no sangue, peso do coração, peso corporal de ratos e adrenalina induzida, descobriu-se que o extrato de folha de Moringa pode causar alterações significativas nos parâmetros cardiovasculares. Este estudo mencionou o extrato de folha de Moringa como hipolipidemiante e que reduz o peso corporal, o peso do coração, o nível de triglicéridos séricos, os níveis séricos do colesterol. Além dos estudos acima mencionados, o efeito hipolipidémico e antiaterosclerótico das folhas de Moringa também foram analisados noutro estudo utilizando sinvastatina como controle. Moringa também provoca efeitos protetores cardiovasculares relativamente a isoproterenol (ISP) induzido por infarto do miocárdio em ratos albinos. Foi relatado que o tratamento de Moringa tem um efeito de modulação favorável sobre os parâmetros bioquímicos enzimáticos incluindo superóxido dismutase, catalase, glutationa-peroxidase, lactato desidrogenase e de creatina-quinase-MB. Além disso, também evita danos histopatológicos e perturbação da ultra- estrutura resultantes de infarto do miocárdio induzido ISP.

Moringa em doenças oculares
A deficiência de vitamina A é uma das principais causas de cegueira e da dificuldade de adaptação ao escuro (cegueira noturna). O consumo de folhas, vagens e folhas em pó de Moringa que contêm alta proporção de vitamina A pode ajudar a prevenir problemas de cegueira noturna e problemas oculares em crianças. Ingerir folhas com óleos pode melhorar a nutrição em vitamina A e retardar o desenvolvimento da catarata. O uso de Moringa como alimento suplementar foi altamente aceite nos esquema de desenvolvimento infantil integrando alimentação suplementar (CDI -SFP) pelo seu potencial como fonte de vitamina A.

Conclusão
O Potencial medicinal de Moringa é enorme e difícil de ser abordado num único artigo, todavia estes vislumbres das aplicações de Moringa permitem que seja avaliada como uma das mais promissoras plantas medicinais para a nutrição humana. Seguramente que futuros estudos rigorosos dirigidos para a deteção e comercialização dos compostos bioativos de Moringa poderão levar ao desenvolvimento de medicamentos para várias doenças.

Reforça o Sistema Imunitário

Os suplementos alimentares não devem ser utilizados como substitutos de um regime alimentar variado e equilibrado, bem como de um modo de vida saudável. Conservar em local seco, fresco e ao abrigo da luz. Manter fora do alcance das crianças. Não tomar em caso de hipersensibilidade a um dos componentes de cada produto. Não deverá exceder a toma diária recomendada. Os suplementos alimentares não são medicamentos. Em caso de dúvida, consulte o seu médico ou técnico de saúde.

Informação nutricional (por dose diária (15ml))
- Moringa Oleífera3000mg
Apresentação e uso recomendado

Uso recomendado: Tomar 15 ml (1 colher de sopa) simples ou diluir em água, antes do pequeno-almoço.

Apresentação: Embalagem de 500 ml.

Produtos relacionados
Opiniões e comentários
Adicionar novo comentário

Faça Login ou Registe-se para poder comentar.

Mais Vistos
Mais Vendidos
Absorgás Air-Lift Alpha Antonio Banderas Arkoampolas Arkocápsulas Arkoreal ArkovoX
BioCeutica Bioenergol Bio-Hera BioLimão Bliss Natura Calêndula Cerebrum Clearblue
Depuralina Diet Limão DietMed Durex EcoNutraceuticos Emagril Extreme Force GoldNutrition Farmodiética
Fharmonat FOLD GeroVital H3 Derma+ GeroVital H3 Evolution GoldNutrition GoldNutrition Clinical GoldNutrition Slim Good'N Natural
Idealina Kaminomoto Kyolic Lehning Libidium Lotto Natiris NATURALIA
NourKrin Novity Now Foods Nutratec Nutreov Nutridil Nutriflor Obesimed
Paleobull Pau de Cabinda Pharma Nord PhytoGold Price Q. I. Remescar Sexual Power
Shakira Solgar Somatoline Cosmetic StaminaFit Star Balm Tangle Teezer Tonosol Trimgel
Viamax Virya VitaSil White Kiss Woman Collection byGoldNutrition Yotuel

Local de Venda de Medicamentos Não sujeitos a Receita Médica autorizado a disponibilizar medicamentos através da Internet pelo Infarmed I.P. Licenciamento no Infarmed nº 007/2010.

INFARMED - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, I.P.
Parque de Saúde de Lisboa - Avenida do Brasil, 53
1749-004 Lisboa - Portugal
Telef: +351 217987100
E-mail: infarmed@infarmed.pt

Em caso de litígio, o consumidor pode recorrer a uma Entidade de Resolução Alternativa de Litígios de Consumo: Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa em www.centroarbitragemlisboa.pt. Mais informações em Portal do Consumidor www.consumidor.pt.

 Ligue-nos

Contactos:
Morada da loja:
Rua dos Bem Lembrados, N.º 141
Manique
2645-471 ALCABIDECHE (CASCAIS)

Telefone:
(+351) 21 444 9670
Horas úteis: das 9 às 18 horas

E-mails:
sugestoes@enetural.pt
informacoes@enetural.pt
encomendas@enetural.pt