X
Este website usa cookies de acordo com a política em vigor. Ao continuar a navegação está a aceitar a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa política de cookies.
21 444 9670
Portes Grátis para compras superiores a 20€ com entregas nos Pontos PickUp
Fechar
Cesto de Compras (0 Produtos)

P3L4

Emagrecimento

Desporto

Alimentação

Saúde

Envelhecimento

Dermocare

Adultos

Goldnutrition

IvyBears

Naturalia

Novidades

Atchim, atchim… Soluções naturais para o Inverno

Constipações, gripes, infecções respiratórias.
Vamos recordar os “antibióticos” naturais mais eficazes para "respirar um Inverno saudável".
Atchim, atchim… Soluções naturais para o Inverno

Há quem recorra de imediato aos medicamentos para tratar e combater os vírus que as temperaturas frias ajudam a propagar com maior facilidade. No entanto, é preciso não esquecer que estes destroem, não só as bactérias nocivas ao organismo, como também algumas que lhe são necessárias. Ou seja, em vez de fortalecer o sistema imunitário, os medicamentos acabam muitas das vezes por enfraquecê-lo. Daí a procura de alternativas na natureza, que se tem revelado à altura das necessidades humanas, oferecendo autênticos “antibióticos” para a prevenção e combate das variadas afecções do aparelho respiratório. Mais naturais. Mais saudáveis.   
 
Constipação
Vírus: os mais frequentes são conhecidos por rhinovirus e estão mais activos durante o Outono e a Primavera. Instalam-se no nariz e na faringe, provocando infecções que estimulam o sistema imunitário a lançar uma resposta inflamatória contra os invasores. 
Contágio: pode dar-se apenas com um aperto de mão.
Duração: podem durar uma semana ou, ocasionalmente, evoluir para gripe, bronquite ou pneumonia.
Sintomas: tosse, nariz entupido ou corrimento nasal, garganta inflamada e, por vezes, febre.
 
Gripe
Vírus: influenza (pode permanecer activo no corpo durante um mês)
Contágio: a propagação é feita através de gotículas expelidas ao falar, espirrar ou tossir. O vírus entra no organismo através da boca, narinas ou olhos, e instala-se nas células de revestimento do aparelho respiratório.
Duração: os sintomas iniciam-se cerca de 3 dias após o contágio. E durante 5 a 7 dias após o desaparecimento dos sintomas, a pessoa infectada continua a propagar o vírus.
Sintomas: Febre elevada, tosse seca, dores de garganta, dores musculares em todo o corpo, dores de cabeça.
 
Soluções Naturais
 
Própolis – Defesa Mestra
Não é por acaso que foi apelidada de penicilina pelos pesquisadores russos. Elaborada pelas abelhas, a partir de substâncias resinosas, pólen, óleos essenciais, com o fim de selar a colmeia, a própolis é também constituída por aminoácidos, vitaminas e bioflavonóides (com forte poder antioxidante). Revela-se eficaz na prevenção e no combate a bactérias, fungos e vírus, como o da gripe, o que explica ter sido sempre muito utilizada nas regiões mais frias do planeta. Mostra efeitos positivos no tratamento de bronquites crónicas, renites alérgicas, faringites e formação de catarros, actuando como um expectorante natural.

Equinácea – Planta anti-viral
Usada primitivamente em infusões pelos índios norte-americanos no alívio de sintomas associados às infecções respiratórias, como a febre, a equinácea é uma planta que revela propriedades anti-virais, tendo a capacidade de reduzir a duração e a intensidade dos sintomas associados a gripes e constipações. Não admira que em alguns países, caso da Alemanha, o uso desta planta esteja aprovado pelo Ministério da Saúde em casos de infecções respiratórias e urinárias. 

Vitamina C – Vitamine-se contra a gripe
Os estudos mostram que esta vitamina, ao reduzir os níveis de histamina no corpo, pode também reduzir os sintomas e a duração da constipação. Presente na laranja ou brócolos, é, contudo, aconselhada sob a forma de suplementos naturais, já que para consumir uma dose diária recomendada (1000ml) para a prevenção de infecções respiratórias ter-se-ia que ingerir 15 laranjas ou 12 chávenas de brócolos por dia.

Zinco – Mineral no ataque a infecções
Não é só conhecido pelas suas propriedades afrodisíacas. Na verdade, este mineral revela uma acção anti-viral, diminuindo a severidade dos sintomas e a duração da infecção respiratória. Importante mineral no funcionamento do sistema imunitário, o zinco parece aumentar o número de linfócitos T (tipo de glóbulos brancos que ataca infecções) no sangue.
A tomar: 30 a 60 mg/dia, em comprimidos ou pastilhas.

Alho – Quanto mais velho…
Ao contrário do cru, o alho envelhecido, para além de não ter odor ou cheiro, passa por um processo que lhe confere qualidades antioxidantes para a saúde. Colabora na defesa do sistema imunitário e mostrou num estudo científico ser tão eficaz como a vacina contra o vírus Influenza.
A Tomar: 2 comprimidos por dia de Kyolic One a Day - Extracto de Alho Envelhecido.
 
Revista EcoNews Nº 10

Produtos Relacionados